Falando sobre amor, paixão, encontros e desencontros…

Arquivo para junho, 2009

10 mil visitas ao Divã

Como posso agradecer a todos que por aqui passaram e ficaram?

Acho que só escrevendo mesmo rsrsrs

Então, a todos os meus amigos que fiz aqui e ainda continuo fazendo

Aos Admiradores, leitores e blogueiros assim como eu

Fica aqui o meu sincero agradecimento pela força que sempre recebi de todos vocês.

Através das palavras de carinho, de atenção e doses de ânimo.

Muito obrigado mesmo!

Um dia desses…

Eu começava a escrever aqui timidamente sobre alguns sentimentos como:

Amor, paixão, encontros e desencontros

Um dia desses, eu buscava um amor

Idealizava e almejava este amor

Um dia desses.

Alguns meses depois…

Continuo escrevendo, mais não mais timidamente.

Alguns meses depois…

Encontrei meu amor

Consigo senti-lo e tocá-lo

Palavras que se tornaram realidade

Sentimentos palpáveis.

Aqui neste cantinho,

Eu procuro me encontrar ou me perder

Tento expressar em palavras, os meus sentimentos

Não só os meus, mas todos os sentimentos.

Não sou e não tenho pretensão de ser uma grande escritora

Quem sou eu?! rsrsrs

É preciso muito mais talento para isso rsrs

Mas de alguma forma, escrever aqui me faz muito bem

Me acalma e me dá forças para seguir em frente.

Seguir e continuar o sonho e a busca.

Desanimar e desacreditar

JAMAIS!

Anúncios

Que sentimentro é esse?

Que sentimento é esse que me invade?

Que sentimento é esse que toma conta de mim?

Manda em meus pensamentos

Manda nas minhas vontades

Aperta o meu peito

Levita a minha alma

Segura as minhas mãos

Que sentimento é esse que vicia?

Quanto mais eu falo contigo

Mais me dá vontade de falar

Quanto mais ficamos juntos

Mais dá vontade de ficar

E se percebo a sua ausência

Logo uma saudade louca me invade

Uma vontade toma conta de mim

Vontade de você

Dia após dia

Esse sentimento cresce e vicia

Me entorpece e me enlouquece

 

Apenas alguém

Sinto-me como um passarinho

Voando de galho em galho

Cantarolando e admirando a beleza da vida

Sinto-me aconchegada

Amada e desejada

Um bem querer

Um sentimento muito bom

Tranqüilo e sereno

E melhor de tudo…

Recíproco e verdadeiro

Sinto-me amparada

Sinto-me acolhida

Tão bom encontrar alguém sensível o bastante

Para nos perceber e para nos sentir

Sem cobranças

Sem desavenças

Sem decepções

Apenas alguém que assim como eu

Não desistiu de amar

Não desistiu de ser feliz

Apenas alguém, que quer amar e ser amado.

Mais ou menos

A gente pode morar numa casa mais ou menos, numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos, e até ter um governo mais ou menos.

A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos, e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro.

A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos…

TUDO BEM!

O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum…
é amar mais ou menos, sonhar mais ou menos, ser amigo mais ou menos, namorar mais ou menos, ter fé mais ou menos, e acreditar mais ou menos.

Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos.

*por Chico Xavier

Um amor sem futuro

Um amor vivido apenas do presente

Alimentado pelos acontecimentos

Através de gestos e atitudes

Mas sem planos

Sem futuro

Sem data de validade

Vivido apenas do dia de hoje

O amanhã, não se sabe

Uma incerteza e um bem querer

Um desejo pelo proibido

Necessidade e carência

Estes são os combustíveis deste amor

Ame apenas…

Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba.

Não ame por admiração, pois um dia você se decepciona.

 Ame apenas…

Pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicação.

 

*por Madre Teresa de Caucutá

O que posso fazer

Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício.

Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus.

Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar.

O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim.

*por CHARLES CHAPLIN

 

Nuvem de tags